NFe
Híbridos de Trigo
Híbridos de Soja
Híbridos de Milho
1 2 3

PREVISÃO DO TEMPO

Previsão do Tempo

COTAÇÕES AGRÍCOLAS

Cotações Agrícolas

REPRESENTANTES

Encontre um de nossos representantes

PARCEIROS

NOTÍCIAS

11/07/2018

Soja estável nos EUA à espera do USDA

Possibilidade de menor demanda pela oleaginosa norte-americana ainda pesa

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago não registrou na terça-feira (10.07) variação no contrato de Agosto/18, fechando em US$ 8,5575 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão estagnados.

O mercado norte-americano da soja de estabilidade nos principais contratos futuros, com os fatores fundamentais já precificados. De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, a possibilidade de menor demanda pela oleaginosa norte-americana ainda pesa sobre as cotações, embora o mercado tenha esboçado uma recuperação no começo da sessão.


A Consultoria AgResource ressalta que o mercado da soja operou em ambos os lados das cotações, alta e baixa: “O grão só foi sustentado pelo movimento positivo no farelo de soja, que ainda sofre com a baixa oferta mundial na recente quebra da safra Argentina e o lento ritmo de esmagamento. A CONAB divulgou hoje seu novo relatório de estimativas para a produção total da soja brasileira, que foi elevada para 118,8 milhões toneladas. Nenhuma surpresa foi observada nos números atualizados da Agência”.

“Agora, nos Estados Unidos, as condições de safra já apresentam reduções de classificações, sendo um reflexo do padrão árido definido sobre o Cinturão Agrícola, nestes primeiros 10 dias de julho. O total da safra de soja no país definida em ‘boas/excelentes’ condições ainda continua em 71%. No entanto, o total classificado em ‘muito ruim’ aumentou 1% para o total de 2%. O índice geral foi reduzido para 378 pts”, concluem os analistas da ARC.

Agrolink

Cerealista Faxinal